18/02/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Briga

Justiça nega prisão de vereador que deu soco em Boca Aberta

O juiz federal substituto Ricardo Cagliari Bicudo indeferiu na madrugada desta segunda-feira (25) o pedido de prisão preventiva do vereador Amauri Cardoso (PSDB) feito pelo deputado federal Boca Aberta (Pros). Os dois se envolveram em uma confusão que culminou com o tucano dando um soco no outro parlamentar, já liberado do Hospital do Coração. Ele deverá retornar à unidade nesta semana para passar por uma cirurgia no nariz, que terminou fraturado após a briga.

Reprodução/WhatsApp
Reprodução/WhatsApp


Para o magistrado, "pelo menos neste momento, não há evidência de que a conduta de Amauri se tipificaria como lesão corporal grave ou gravíssima, ainda que tentada. Dessa maneira, a pena máxima para o delito em questão é de um ano de detenção, o que, por si só, impede a prisão".

O juiz escreveu ainda que o vereador "é pessoa notória em Londrina, possui residência fixa, ocupação certa e não pesa sobre si, até onde se tem conhecimento nestes autos, histórico delituoso que pudesse autorizar, eventualmente, a suspeita de que ato semelhante ao que motivou esta queixa-crime possa vir a se repetir". Na decisão, Cagliari Bicudo também descartou o afastamento de uma distância mínima solicitada por Boca Aberta de Amauri Cardoso.

LEIA MAIS
Boca Aberta leva soco na cara e acusa Amauri Cardoso
Amauri Cardoso lamenta reação com soco em Boca Aberta
Boca Aberta vai para hospital tratar fratura do nariz
Boca Aberta segue internado em Londrina para tratar lesão na face

Como tudo começou

O político do PSDB participava da 14ª Conferência Municipal de Saúde, realizada em uma universidade particular da avenida JK. No evento, criticou a atuação do deputado em uma "blitz" promovida no Hospital São Camilo, em Jataizinho (25 km de Londrina), onde acorda o médico que estava de plantão. A ação, gravada e divulgada nas redes sociais de Boca Aberta, gerou contundentes apontamentos do Sindmed (Sindicato dos Médicos do Norte do Paraná), que cogitou entrar com uma representação na Corregedoria da Câmara Federal junto com a Federação Nacional dos Médicos (Fenam).

Depois de saber das críticas, o deputado, acompanhado de assessores, quis tirar satisfação com o vereador. Irritado, Cardoso desferiu um soco, mas alega também ter sido agredido. O primeiro vídeo que viralizou mostra Boca Aberta com o nariz ensaguentado ao lado de um ponto de ônibus. Veja:



Outras imagens abordam outro embate entre os dois:


Rafael Machado - Grupo Folha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Adeus ao documento impresso

Veja como emitir a carteira de trabalho digital

Embarcação deve atracar hoje

Anvisa descarta suspeita de coronavírus em navio no Porto de Santos

Confira!

Sine divulga 45 vagas de emprego em Londrina

Mais uma chance!

Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 170 milhões

Veja mais e a capa do canal